Pulmonar

Excesso de energia no Pulmão (metal) e falta de energia no Fígado (madeira). A madeira como uma árvore que cresce e procura obter um lugar ao sol, cresce, ocupa espaço. Nós também somos como a árvore: nossos pés são raízes; nossos braços, galhos; nosso corpo, o tronco. Quando o movimento madeira flui dentro de nós, proporciona flexibilidade aos músculos e às articulações, tornando a nossa postura ereta e nossos movimentos firmes. Uma árvore não se curva com facilidade, firma suas raízes no chão e assim não tomba, pode até oscilar sob pressão e até vergar, mas dificilmente se quebra. Madeira permite-nos firmar os pés na terra, mantermos a nossa postura ereta e crescermos durante a vida. Qualquer problema ligado aos membros, músculos e articulações mostra algum tipo de desequilíbrio em madeira, até mesmo tropeçar e cair…

Os olhos são extremamente sensíveis ao estado do fígado e da vesícula. Se a pessoa bebe muito, o branco dos olhos fica vermelho, sinal de fígado congestionado. O princípio ativo da maconha deixa os olhos vermelhos porque intoxica o fígado. Já a icterícia ou hepatite, onde há um derrame de bile, os olhos ficam amarelos. Terçóis e espinhas na pálpebra indicam sobrecarga da vesícula. Olhos coçando, irritados, visão turva, dificuldade de suportar a luz (fotofobia), miopia, hipermetropia, visão cansada, etc. refletem um desgaste de madeira.

Junto com os olhos vêm as lágrimas, que são a secreção fluida de madeira. Lágrimas contidas, lágrimas demais, desencanto com a vida, descrença na própria capacidade de crescimento, revelam desarmonia de madeira. Mais uma vez aparece aqui a ligação do fígado com os olhos, o povo diz que os olhos são a janela da alma, os chineses, que a morada da alma é o fígado. Desorientação, desânimo diante das dificuldades e surtos de desordem motora mostram também desarmonia de madeira.

A sintonia com o elemento terra indica que o indivíduo está em contato com os sentidos físicos e com a realidade aqui e agora no mundo material. Observam-se no biotipo de elemento terra (Ex: Pulmonar-terra) mais paciência e auto-disciplina do que nos outros biotipos. Por outro lado, tendem a confiar demais nas coisas conforme elas aparentam ser e pode haver ainda falta de imaginação.

Os Pulmonares têm muita preocupação na eficiência prática e ênfase material em detrimento dos princípios teóricos e éticos, para eles é fácil perder as perspectivas de suas próprias ações e das implicações finais dos seus métodos de operação. É comum a presença de um cinismo peculiar ou de um ceticismo nessas pessoas.

A observação indica o Biotipo Pulmonar com traços do Tipo Anal da caracteriologia psicanalítica. A prática psicanalista constatou que, por conta dos conflitos que sucedem entre o indivíduo e o meio com relação à aprendizagem dos hábitos higiênicos, as pulsões anais vão sofrer modificações no âmbito da sua finalidade ou de seu objeto, passando a constituir parte integrante do Ego, originando os traços anais de caráter; os mais característicos são a frugalidade (sobriedade), o asseio, a correção, a teimosia, a minuciosidade, a pontualidade.

A tendência a reter o bolo fecal observada na fase de desenvolvimento da libido originará a frugalidade, já a teimosia surgirá de uma elaboração da desobediência às normas ambientais no que diz respeito ao controle das funções excretoras. O restante dos traços resultarão de uma obediência às mesmas exigências. É interessante assinalar que o mesmo indivíduo que prima pelo asseio, pela pontualidade ou pela correção, pode ainda manifestar comportamentos diametralmente opostos. Ex: pessoas que, nos cuidados extremados com a limpeza e elegância das suas vestimentas externas, contrapõem peças íntimas sujas e/ou desalinhadas.

Outro ponto assinalado do caráter Anal diz respeito às suas dificuldades em lidar com o dinheiro e com o tempo, ou seja, ele pode ser avaro ou esbanjador, ou ainda se alternar entre as duas possibilidades. É comum as pessoas pertencentes a este biotipo concordarem que elas tendem a iniciar várias atividades, quase que ao mesmo tempo, mas que dificilmente as concluem por inteiro. Ao final do dia sentem-se demasiadamente cansadas física e mentalmente e o trabalho desempenhado não rendeu o bastante, restando ainda muitas atividades por terminar. Podem desenvolver um quadro de hipocondria ou neurose fóbica (medo exagerado), além de complicações psicossomáticas ou um possível quadro de neurose compulsiva, crises depressivas e manifestações melancólicas.

Apesar dos diferentes biotipos apresentarem quadro de neurose, de angústia, certos aspectos parecem ser mais próprios do Biotipo Pulmonar:

1) Os distúrbios psicossomáticos frequentemente são acompanhados de uma certa urgência dramática;

2) O medo quase sempre assume características de maior intensidade e, muitas vezes, é preponderante nestas manifestações. Tanto que os quadros fóbicos e hipocondríacos parecem ocorrer com maior frequência nesse Biotipo;

3) A evolução da neurose de angústia para quadros de natureza depressiva pode ocorrer em outros Biotipos. Sucede, porém, que no pulmonar as manifestações depressivas quase sempre são mais intensas, podendo até mesmo se transformar em quadros de psicoses maníaco-depressivas. O desequilíbrio constitucional pode produzir um indivíduo Depressivo Constitucional, esse tipo quase não é notado porque, de modo geral, é quieto, reservado e procura isolar-se. Pessimista, inseguro, de choro fácil, pode-se tornar profundamente religioso, mas quase sempre sem fanatismo. Sente-se melhor em atividades rotineiras, como o funcionalismo público. Temeroso do fracasso, parece vivê-lo antecipadamente de forma quase obsessiva.

O Biotipo Pulmonar apresenta muitas semelhanças com o tipo Sensação da classificação de Jung. Esse tipo, como o próprio nome indica, tem na sensação sua função principal, enquanto a intuição é sua função menos desenvolvida, formando o quadro: Percepção – Pensamento – Sentimento – Intuição.

Considerado uma mulher velha em corpo de homem ou mulher, apresenta as seguintes características comportamentais: sensibilidade, delicadeza, calma, paciência, harmonia, amor e cuidado com as relações pessoais, instinto maternal, mas não se realiza com a maternidade. Busca a felicidade no mundo das aparências, enaltece no seu discurso a solidariedade social, mas é extremamente egoísta, precisa de relações afetivas estáveis mas, por ser conquistador, a aventura o fascina, uma vez que quer se relacionar com todas as pessoas belas do seu círculo de amizades. O romance vem primeiro, mas só se relaciona sexualmente se sentir-se seguro. Idealiza o ser perfeito na figura do príncipe encantado, desenvolvendo o amor platônico e mantendo o objeto do seu amor à distância, pois quando distante é o príncipe, quando próximo é o sapo. Por acreditar na sua qualidade de ser humano perfeito, desdenha os outros. Rabugento, conservador, pseudomoralista quando influenciado pelo grupo, apegado a antigos costumes, ideias, bens materiais, objetos, manias e disparates próprios de mulher velha.

Pontos Positivos e Negativos da Personalidade:

 
Positivas Negativas
Compreensão Introspectivo
Profundidade Falta de Humor
Seriedade Buscar Culpado
Atenção Achar Dificuldades
Concentração Deixar Errar
Detalhamento Nervosismo
Registro Histórico Preocupação
Analista Não Arrisca
Ajudar aos Outros Negativismo
Indução/ Dedução Dividir Responsabilidades

Os Sentidos da Mente:

Cada biotipo apresenta um quadro estrutural que se manifesta por meio do sentimento, da intuição, da percepção e do pensamento – os sentidos da mente.

Quadro estrutural mental do biotipo pulmonar – Percepção, Pensamento, Sentimento e Intuição – a mente do pulmonar funciona da seguinte maneira: primeiro ele percebe, depois pensa, sente e intui. O que o torna pessoa perceptiva.

Percepção – é o ato, efeito ou faculdade de perceber, adquirindo o conhecimento por meio dos sentidos, formando ideias com assunto, abrangendo-o, entendendo-o e compreendendo-o com a inteligência, o que o leva a conhecer, distinguir, notar, divisar e enxergar.

 

Características/ reações – físicas e emocionais:

O pulmonar é criativo, projetista, influenciado pelo aspecto visual, volúvel (interior), ingênuo nos assuntos espirituais, tem a lateralidade esquerda (mãos e pés do lado esquerdo maiores do que o lado direito), o ácido ataca seu fígado, ligado à mãe – sofre do mal de édipo, não pode viver sem a mãe, porém vai desafiá-la a vida toda.

Em um compromisso é sempre pontual, gosta muito de computador, tem como tendência colocar as pessoas do biotipo sanguíneo para trabalhar para ele. Podem desenvolver anemia e/ ou hipoglicemia diabédica.

Sempre arrumado exteriormente, combinando cores e roupas modernas, mas preferem lingerie velha. Tem muita força na parte sexual, vivencia o lado negativo da mãe, sonha em ser feliz e sonha com o príncipe encantado.

Confiam nas pessoas. Banheiro deve estar sempre bem limpo e só usam com porta fechada.

Tem memória fotográfica, o que os torna excelentes estudantes, porém, se deixar, passarão a vida inteira estudando para não ter que trabalhar.

Inseguro e sente-se um pouco ingênuo, gosta de desafiar as pessoas, os conceitos e disciplinas. Não gostam de mudanças bruscas ou radicais, têm o andar suave e/ou arrastado. Precisa sempre de blusa ou cobertor.

Trabalha com a energia do elemento metal/ ar, cuja filosofia é ritmo e harmonia.

Ligados aos órgãos pulmão/ intestino grosso e, como não sabem viver sob pressão, a primeira reação ocorre nos intestinos – ou prende ou solta.

As emoções ligadas a estes órgãos são tristeza, melancolia e mágoa de raiva.

As pessoas do biotipo pulmonar, quando sob pressão ou tensão emocional, adotam a expressão triste, fecham-se em concha, por isso identificados como melancólicos.

A estação do ano que mais sofre é o outono.

Melhor dia da semana – sexta-feira. Cor – branca.

Estresse – deitar. Nota musical que equilibra – Mi.

Preferem sabor picante e odor de fruta madura.

As pessoas do elemento metal têm um lado crítico e autocrítico aguçados (todo crítico de arte, cinema, televisão, etc. pertencem a esse biotipo). São pessoas introspectivas, observadoras, falam o que pensam, principalmente para exercer a crítica, gostam de ficar sozinhos, mas sentem o peso da solidão.

Em desequilíbrio, podem desenvolver manias de perseguição, paranoia, depressão e fobias. O homem deste temperamento precisa ser autorizado pela mãe para casar. Se ela não aprovar o casamento, será infeliz na relação.

O pulmonar chora somente por raiva.

O leite provoca muco, salivação, destrói o fígado e a visão.

Não entendem bem a espiritualidade. Têm Deus como um Ser afetivo, meigo, amigo e social.

Têm dor ciática em função de intestino preso. Desenvolvem anemia por mudanças bruscas ou radicais. Sente-se solitário porque o mundo não é feliz.

Desenvolve câncer intestinal por cobrança.

Mulher pulmonar que gera filho entra em depressão. São pessoas que têm culpa por ter nascido.

Mulher pulmonar – mulher velha em corpo de mulher, tem no inconsciente o registro de já ter gerado filhos e não quer engravidar mais.

Mulher pulmonar não aceita filha(o) casar com pessoa divorciada (terá problemas com os ombros e com o trapézio).

Cura a depressão com o tabaco – único tabagista aceito – não tem problemas com o tabaco, que funciona como excelente calmante, substituindo valium ou lexotan.

Lembramos que temos características de todos os temperamentos, o que nem sempre confirma este ou aquele biotipo. Temos características de determinado biotipo por nos apresentarmos daquela forma, mas nem sempre é o temperamento real, o que torna difícil a identificação correta, principalmente quando a pessoa passa por períodos de pressão, estresse, cobranças, etc.