Renal/ Fleumático

A Energia aqui é fluida, latente e inercial. Como a semente que durante o inverno aguarda o momento de brotar, a essência da água reside na não-ação, flui por qualquer buraquinho, não tem forma própria, conforma-se àquilo que a contém. Pode solidificar-se e virar gelo, ou desfazer-se em vapor, recondensar e chover gotas que se juntam aos riachos. Conduz o sal da terra para o mar, assim como conduz metal para a madeira. Representa o fim do ciclo da vida, quando o que já foi espera para novamente ser.

Nós também somos água, pois quase oitenta por cento do nosso organismo são líquidos. Os rins controlam o nível de líquidos no nosso corpo, a bexiga armazena e elimina os excessos, já os rins retém os minerais (os metais) para que o fígado possa aproveitá-los. Através da água nos renovamos constantemente, sangue, linfa, secreções, urina, suor, saliva, leite da mãe, nada funciona sem água, com ela tudo flui, nós também fluimos com ela.

Quando nos sentimos letárgicos, sem vontade e/ou determinação, desanimados, desistindo diante da menor dificuldade, com medo da vida e das pessoas, com frio, rosnando por qualquer coisa, cheios de ansiedade, angústia, sensação de sufoco, como se o fluxo da vida estivesse cercado de obstáculos e as paredes se fechassem ao nosso redor, estamos com desequilíbrio em água.

Tem se observado a relação entre o Biotipo Renal e o Tipo de caráter Uretral da psicanálise. A ambição é um traço de caráter, produto do erotismo uretral. É aceito também que no desenvolvimento uretral da libido a ideia está centrada em torno da capacidade de urinar. A psicanálise entende que o conflito central do erotismo uretral está relacionado com o desejo de buscar prazer erógeno resultante da descarga excretora, bem como a satisfação narcisista obtida por conta do controle exercido no âmbito do esfincter vesical. A satisfação então ocorre, em contraposição a todo o fracasso que a criança corriqueiramente experimentou até lograr o controle desse esfincter.

Não se sabe exatamente em qual momento inicial se faria a vinculação entre o erotismo uretral e a vergonha, mas pode-se dizer que assim como a ideia de ser comido é o medo oral específico e a ideia de ser despojado de seus conteúdos do corpo é o medo anal específico. A vergonha é a força específica dirigida contra as tensões erótico-uretrais.

Observa-se no Renal uma tendência a fazer os seus relatos com certo exagero, bem como uma propensão a teatralizar as suas vivências, além de uma sensibilidade particularmente exacerbada. Pode ser possuidor de uma variedade de caráter patológico conhecida como histérico, o qual apresenta os seguintes traços básicos constituintes: a sugestionalidade, a mitomania (tendência mórbida à mentira) e as patologias sexuais.

A teatralidade excessiva das suas emoções frequentemente contrasta com as grandes inibições sexuais das quais é portador, daí o "donjuanismo" e o "messalinismo" que por vezes dissimulam nesses indivíduos a impotência ou a frigidez.

Existe uma semelhança entre o Biotipo Renal e o Tipo Sentimento de Jung. Quando prevalece o excesso de água, a pessoa é do Tipo Sentimental Introvertido. O Biotipo Renal pode então ter quadro mental estrutural na seguinte forma: Sentimento – Intuição – Percepção – Pensamento.

Sendo considerado um homem velho em um corpo de homem ou mulher, apresenta as seguintes características comportamentais: enérgico, determinado, forte nas atitudes sociais, frágil afetivamente, macho por natureza e quando desafiado nos seus conceitos, ignora.

É reservado ao sentir seu espaço invadido e a aventura sexual pode ou não se transformar em relação estável. Por sentir a sexualidade de forma fisiológica, sua tendência é vivenciar primeiro o sexo e depois o romance, mas não obrigatoriamente. Pode ter vários orgasmos sem interrupção e se tiver amante a preocupação é não deixar transparecer. É rabugento, crítico moralista; conservador, apegado a antigos costumes, ideias e objetos; possui espírito velho e disparates próprios do velho.

Pontos Positivos e Negativos da Personalidade:

 
Positivas Negativas
Fidelidade Monotonia
Tranquilidade Ritmo Lento
Saber Esperar Inconstância
Amizades Falta de Reação
Equilíbrio Dependência
Constância Egoismo
Organização Perda de Tempo
Capricho Repetição
Confiança Insegurança
Valorização Levar Vantagem

 

Os Sentidos da Mente:

Cada biotipo apresenta um quadro estrutural que se manifesta por meio do sentimento, da intuição, da percepção e do pensamento – os sentidos da mente.

Quadro estrutural mental do biotipo renal – Sentimento, Intuição, Percepção e Pensamento. A mente do renal funciona da seguinte maneira: primeiro ele sente, depois intui, percebe e pensa, o que o torna pessoa sentimental, fazendo com que somente chore por sentimento.

Sentimento – é o ato ou o efeito de sentir (se); sensibilidade, disposição afetiva em relação as coisas de ordem moral ou intelectual, como sentimento religioso, sentimento patriórico, sentimento de admiração; sentimental quando tem ou mostra sentimento sincero ou simulado.

 

Características/ reações – físicas e emocionais:

A mulher renal, por ser um homem velho dentro do corpo de uma mulher, tem reações de um homem velho, não aceitando a menstruação, esconde que tem menstruação, esconde o absorvente a ponto dela mesma não achar.

O renal desequilibrado fica inseguro, trava a coluna, endurece o pescoço. O trigo provoca úlceras no intestino, precisando cortar – retrocolite. O sal provoca coceiras, úlceras, insegurança, convulsão, surdez e até cegueira. A água gelada provoca azia. O renal chora por sentimento, mas antes de chorar, primeiro torna-se frio. O leite provoca urina, muco e salivação. Molho de tomate fortalece os rins, o aparelho genital (próstata/ útero), recebe potássio e cura cãimbras. O renal tem dor ciática em função de intestino preso. A cerveja retira/ perde magnésio, tem dor nas costas e câncer de próstata. Renal nasce com desequilíbrio afetivo por rejeição. Em grande maioria, as crianças em adoção, ou dadas para adoção são renais. Em desequilíbrio poderá desenvolver idiotia/ debilidade mental, para não ficar insano tem que se ligar às artes.

Tem ouvido seletivo, consegue distinguir vários sons ao mesmo tempo. Tem dificuldade em acordar cedo, se pudesse acordaria bem tarde. Gosta de pessoas mais velhas, cuidaria de asilo. Coleciona vários objetos, principalmente antigos. Sua sexualidade é 8 ou 80. Consegue enxergar pequenos defeitos, é perfeccionista. Ao presenciar acidentes se mantém gelado, observando. Num compromisso chega uma hora antes ou um dia depois, gosta de pechinchar e vender por preço alto.

Tem lateralidade direita, ou seja, mãos e pés maiores do lado direito. São ligados ao lado masculino (pai). O mel é uma excelente fonte de energia, ele equilibra toda região hepática. Deve ingerir milho e os derivados de milho, evitando o trigo, já que tanto o trigo como os seus derivados destroem o seu fígado, prende sua coluna cervical, traz insônia, tristeza e melancolia. Deve ingerir pouco líquido já que uma das características do seu organismo é absorver todos os líquidos dos alimentos.

O biotipo renal, caso venha a ingerir açúcar, poderá desenvolver enxaqueca, hipertensão e dores articulares (bursite). Os laticínios destroem seus rins, afetam o aparelho genital, afetam também o aparelho respiratório, trazendo muco, rinite, sinusite, bronquite, queda de cabelo e dores nas costas.

O renal recebe energia das 17:00 às 19:00, fazendo com que tenha fome à noite e, como é a noite que o seu organismo produz as enzimas necessárias para a digestão, as pessoas desse biotipo devem evitar almoçar e, jantar duas vezes, ou seja, na hora do almoço, o café, na hora do jantar, o almoço e na hora da ceia o jantar.

O café, o gengibre e a zedoária são remédios para as pessoas deste biotipo.

O renal está ligado ao elemento água e aos órgãos rins e bexiga, cuja filosofia é: O líquido da vida. A função, ativar ossos/ cabelos/ unhas/ ouvidos. A emoção ligada a este órgão: medo/ insegurança.

A estação do ano que mais desequilibra o renal é o inverno.

O dia da semana mais positivo é quarta-feira. Cores: azul/ preto.

Ficar em pé o deixa estressado.

Nota musical para o equilíbrio – fá. Tem predileção pelo sabor salgado.

As pessoas ligadas ao elemento água são adaptáveis a todos os tipos de ambientes (a água adapta-se a qualquer recipiente, tomando a sua forma e flui por qualquer fresta), muito inteligentes, místicas, gostam de livros religiosos, gostam de tudo certinho e combinando (detalhistas), fazem de tudo para que seu(sua) parceiro(a) seja feliz. São pessoas movidas pela coragem em alguns momentos e em outros param pelo medo.

Resumo: O renal prima pelas seguintes características:

Sentimento. Prazer uretral. Pessoa fria e calculista na vida/ negócios. Tementes a Deus, leem a bíblia (ou livros religiosos). Gosta muito de dinheiro. Sob pressão – homem impotente e mulher não lubrifica.

Historiador nato, grande escritor, advogado (criminalista), expressa o lado negativo do pai e da mãe. Para ser amado, torna-se curador. Desenvolvem fobias e têm pesadelos. Muito agressivo se tem ódio de alguém. Tem muita força na parte sexual. Quando vende pede um preço alto, quando compra pechincha muito.

Lembramos que temos características de todos os temperamentos, o que nem sempre confirma este ou aquele biotipo. Temos características de determinado biotipo por nos apresentarmos daquela forma, mas nem sempre é o temperamento real, o que torna difícil a identificação correta, principalmente quando a pessoa passa por períodos de pressão, estresse, cobranças, etc.